Diário de NY #15: relato de um Spring Break



diario_de_ny_galeria_slide_1
diario_de_ny_galeria_slide_2-1
diario_de_ny_galeria_slide_2
diario_de_ny_galeria_slide_3-1
diario_de_ny_galeria_slide_3
diario_de_ny_galeria_slide_4

Volta e meia faço algum comentário sobre o sistema de ensino aqui em Nova York. O texto hoje não é sobre isso, mas também não deixa envolver o assunto. E no meio do semestre tinha um… Spring Break, ou pequenas férias de primavera. A parada só vale para as escolas e dura, no caso da escola do Gabriel, uma semana e meia, coincidindo justamente com a semana de Páscoa e mais alguns dias.

Acostumada com o calendários de férias do Brasil, que implica em longa parada de verão e uma bem mais reduzida no inverno, os “breaks” daqui quase me pegaram desprevenida. Quando chegou o calendário mensal, que a escola envia sempre no começo de cada mês, estava lá o Spring Break. A parada bagunça um pouco a vida da mãe, especialmente a minha, porque não tem mais ninguém além da escola pra tomar conta dele pra eu trabalhar. Mas para as crianças eu acho que é um boa saída. Eles têm então as férias de verão, só que em julho e agosto, logicamente. Depois, têm 10 dias entre Natal e ano novo e mais as paradas nas estações do ano. Gabriel já pegou Winter Break, no forte do inverno, em fevereiro, e agora o Spring Break, no começo da primavera. Não, o Brasil não é preguiçoso ou tem excesso de feriados, viu? Com o Spring Break à frente, as crianças felizes por dar um tempo e as professoras mais ainda, o que fazer?

Fazer uma parada também. Até porque a Universidade de Columbia fez umas pequenas “férias de primavera” dessas algumas semanas antes e eu não parei. Era só eu na biblioteca, enquanto havia gente inclusive fazendo reparos no forro. Como minha agenda de trabalho é organizada conforme o tempo da criança na escola, tratei de ignorar solenemente e sozinha o meu Spring Break e esperar pelo dele.

Agora era hora de parar, aproveitar a primavera, as férias do Gabito e a cidade. A decisão então incluiu subida ao topo do Empire State, que fizemos com fones nos ouvidos e certo frio na barriga porque é realmente muito alto; ida à Chocolateria Max Brenner pela sexta ou sétima vez, para comer fondue com frutas; brincadeiras em playground de areia no Battery Park num dia lindo de sol e calor; idas de metrô até a ponta sul da ilha, em South Ferry, onde vimos os helicópteros que sobrevoam NYC por 160 dólares por pessoa; e subir de patinete até onde deu pra ir.

Também fomos ao cinema ver Rio 2 no único dia de chuva das férias; ao Central Park comemorar o domingo de Páscoa com amigos novos; ao café preferido do bairro, o Artopolis; à ótima livraria Book Culture, onde compramos livros, claro, e Gabriel deixou duas cartas, com o envio garantido pelo estabelecimento como cortesia aos clientes, endereçadas aos avós e ao amigo Pedro, que mora em Orlando. Bom, sem contar os jogos de bola no “nosso quintal”, que é o campus de Columbia, as brincadeiras em casa, dormir mais tarde e até mais tarde. Agora, renovados, voltamos à nossa rotina escolar.

Ufa! Ele retoma por mais dois meses o ano letivo e eu corro pra dar conta do meu projeto de pesquisa. Mas a primavera permanece e está cada dia mais linda. E ocorre dia após dia o milagre da multiplicação dos carrinhos de sorvete. A saída da escola ainda parece férias e é, porque meu expediente se encerra também assim que busco Gabriel no colégio. Então compramos sorvetes para os dois e seguimos inventando o que fazer em NYC. As férias de verão são mais longas e chegarão em breve. Mas são tema pra pensar e escrever depois.

DIÁRIO VISUAL

PÁSCOA EM NY Dia lindo de sol e piquenique no Central Park com novos amigos. Estava uma delícia. Gabriel voltou pra casa rosado do sol e feliz. #boasenergias #ilovecentralpark #adorogente #gabitofeliz

Diario de NY  - Piquenique no Central Park
Diario de NY  - Spring Break
Diario de NY  - Piquenique em NY
Diario de NY  - Central Park
Diario de NY  - Piquenique no Central Park
Diario de NY  - Páscoa no Central Park
Diario de NY  - Pascoa em NY
NextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnail

 

BOLHAS DE SABÃO Gabriel de aprendiz de fazedor de bolhas de sabão no Central Park, no domingo de Páscoa.

Diario de NY - Pascoa no Central Park
Diario de NY - Central Park
Diario de NY - Pascoa em Nova York
Diario de NY - Pascoa
NextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnail

 

PASSEIO TOP, LITERALMENTE Gabriel ficou impressionado com a história do macaco (King Kong) que no filme subiu no Empire State. E eu, impressionada em saber que o primeiro filme foi feito apenas dois anos após a inauguração do prédio. O Empire State é novamente o prédio mais alto de NYC. Foi concebido no final dos anos de 1920. Tempo de crise nos EUA, do mesmo jeito que outros arranha-céus foram feitos por aqui (Rockfeller Center, Chrysller…). A construção civil e a valorização de áreas da cidade foram usados pra alavancar a cidade e o país da quebradeira de 1929. São 10 milhões de tijolos, toneladas de aço e, principalmente, muitos trabalhadores envolvidos. Aliás, as imagens mais impressionantes são as que mostram os trabalhadores num balé entre as vigas… lá no alto.

Diario-de-NY_Empire States
Diario-de-NY_Empire States
Diario-de-NY_Empire States
Diario-de-NY_Empire States
Diario-de-NY_Empire States
Diario-de-NY_Empire States
NextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnail

 

CENÁRIO ESPECIAL Brincar de baldinho e areia com essa skyline é a primeira vez…  Estávamos no Battery Park City.

Diario de NY - Baterry Park City
Diario de NY - Baterry Park City
Diario de NY - Baterry Park City
Diario de NY - Baterry Park City
Diario de NY - Baterry Park City
Diario de NY - Baterry Park City
NextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnail

 

TEMPO DE CURTIR Aproveitando o Spring Break para curtir a cidade, provar novos sabores (e outros agora já tradicionais), divertir-se!
Diario de NY - Passear em NY
Diario de NY - Spring Break
Diario de NY - Spring Break
Diario de NY - Spring Break
Diario de NY - Spring Break
NextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnailNextGen ScrollGallery thumbnail

 


COMPARTILHE!




LEIA TAMBÉM: