DIÁRIO DE NY #21: verão em Nova York e dia da independência



nova-yorkcomcriancas
central-parknova-york_1
central-parknova-york_2
nova-york4th-july_1
nova-york4th-july_2

Nosso ano tem sido intenso. Não há palavra melhor que define nosso tempo em Nova York. Agora que ele já se aproxima do final. Sim, é difícil encarar esse fato mas é verdade. Restam três meses para o retorno ao Brasil. Mas nem parece porque continuamos fazendo planos e fazendo coisas por aqui. Se no inverno nós andamos feito loucos por todo lado, imagina no verão.

Acho que em todos os textos sobre essa estação aqui em Nova York em algum momento vou falar do Central Park. Então, neste, já vou falar logo de cara. Piquenique, sol, música, esportes, gente de todo jeito. Tudo isso se concentra no Central Park. E nós aproveitamos. Especialmente num domingo. Desta vez fomos ao parque com a família do Brasil que nos visita. Somos então cinco pessoas.

Descemos na estação 72 do metrô, do ladinho do parque. Entramos pelo Strawberry Fields, o mosaico colocado no parque em homenagem a John Lennon, que morou no edifício Dakota, bem em frente, na esquina da 8a. avenida com a rua 72. Caminhamos cortando o parque até achar um gramado e uma árvore que nos agradasse. Colocamos tudo na sombra, esticamos a toalha de praia e ficamos por ali. Hoje fui preparada, pelo menos com a parte de cima do biquini. O Central Park também é a praia dos nova-iorquinos. Jogamos bola com o Gabriel, passamos um pouco de calor, comemos os sanduíches que fizemos, tomamos o gatorade caro que compramos na entrada do parque.

Depois ainda tivemos muito tempo para alugar um patins in-line para o Gabito e eu andar ao lado dele o tempo todo enquanto ele aprendia, com sucesso, a arte da patinação e se juntava aos dançarinos de patins que faziam acrobacias enquanto a música rolava. Essa patinação durou umas duas horas. Mas ainda teve tempo também pra ouvir e tocar junto com instrumentistas que ganham uma grana se apresentando no parque. Essa proeza também ficou para o Gabriel, embora sempre incentivado e acompanhado de perto por mim. Enfim, rolou também cachorro quente, picolé, bola de sabão. Tudo isso e muito mais é o Central Park no verão. E não andamos muito dentro dele hoje.

E quase que não sobra tempo pra contar do nosso 4 de julho aqui, dia da independência norte-americana. Teve fogos no East Side, mas só ouvimos o barulho. Porque nosso dia foi preenchido com jogo do Brasil na Copa, caminhada pela Times Square de noite e banho de mangueira proporcionado por um caminhão do Corpo de Bombeiros pertinho de casa pela manhã. Dessa proeza molhada aproveitamos eu e Gabriel. Molhados dos pés a cabeça, nos divertimos com a vizinhança e aprendemos um jeito novo de comemorar o feriado da independência. Nos sentimos bem livres de fato.

 

DIÁRIO VISUAL

Diario-de-NY+Brooklyn-Bridge

BROOKLYN BRIDGE Once again. Always to remember. Always to come back. Summer now!

 

Diario-de-NY+BrasilEColombia

BRASIL x COLÔMBIA Go Brasil! Vai Brasil!

 

Diario-de-NY+Aniversario

ANIVERSÁRIO DA VÓ NILVA Happy Birthday, Grandma!!!


COMPARTILHE!




LEIA TAMBÉM: