Small+: os tapetes de parede de Natalie Miller



natalie-miller-small-nmagazine-08
natalie-miller-small-nmagazine-05
natalie-miller-small-nmagazine-02
natalie-miller-small-nmagazine-07
natalie-miller-small-nmagazine-03
natalie-miller-small-nmagazine-06
natalie-miller-small-nmagazine-04
natelie-miller-small-nmagazine-01
natalie-miller-small-nmagazine-09

Arquiteta por formação, designer de interiores, a australiana Natalie Miller se viu afundada, literalmente, em meio a um dia a dia repleto de criações em CAD  (programa usado por arquitetos), computadores e tecnologia. Tudo muito mecânico, o que a fez começar a perder sentido nas coisas que fazia.

Em seu site, Natalie diz que estava perdendo o senso de criação com as próprias mãos num mundo real. Acho que nada mais natural ela ter buscado o resgate. É o que fazemos ou, ao menos, almejamos.

E foi nos trabalhos manuais que Natalie encontrou calma e criatividade. A mulher é absurda no crochê de tapete. A famosa tapeçaria, que ela explora com diferentes técnicas e pontos. Um trabalho de repetição de pontos, mas que a artista deixa a gente de queixo caído.

As cores são fortes, a lã natural é grossa e o trabalho tem muita personalidade. Vale a pena observar. Pelo resgate aos trabalhos feito a mão, da essencia do ser humano e da busca por mais sentido no dia a dia.

 

Fotos: Reprodução/www.nataliemillerdesign.com


COMPARTILHE!




LEIA TAMBÉM: