Use protetor “celular” neste verão!

tosco+pai+protetor+solar+face- Pai, vamos sair?
- Vamos!
- Por quê o sol me machuca?
- O sol não te machuca se a gente usar protetor solar!
- Eu quero passar o propepor celular!

Melhor palavra!
Agora ela fica repetindo e contando pra todo mundo que está de “propepor celular”.

Esse pequeno diálogo aconteceu em 20 de novembro de 2012, como ela mesma diria:

“Quando eu era de dois anos.”

Alice tem muitas palavras que amo, e com o tempo ela vai parar de falar. Isso me entristece um pouco, claro, pois todo pai não tem noção de que passa rápido mesmo, só quando a gente vive isso. Mas a menina cresce a cada dia, e tem dias que noto mais.

Quando ela era bem pequeninha, nos pimeiros meses, notava quando a roupa deixava de servir ou quando ia limpar ela na pia do banheiro entre uma troca e outra e percebia que a pia do banheira já estava encolhendo. Depois, quando estava dormindo, via o berço cada vez menor. E, por fim, esse dias ela entra de madrugada no meu quarto e, mesmo com a visão sonâmbula, me espanto com o seu tamanho.

Porém, outro fator para reconhecer que já são mini-humanos está no vocabulário. Ela demorou pra falar pai, às vezes acho que estava fazendo uma grande piada comigo (veja só neste vídeo abaixo).

Falava de tudo, “aput” era árvore, “ete” era esse, o gato fazia “bauuu”. Já na primeira semana em sua escola bilingue, chamou minha atenção para uma um carro amarelo que passava.

– Olha pai, um carro amayellow!

Ainda fala que gosta de brigadeiro com “grandulado”.

Ontem me perguntou…

– Pai? Você gosta de palavra inventada?
– Não, não gosto muito, gosto mesmo é quando tu fala palavras difíceis.
– Que nem paralelepípedo?

Uma porrada na cara do pai!

– Isso, bah, essa eu gosto muito.
– Liquidificador…

Toma outra…

– Essa é bem difícil, e bem legal.
– Rua!
– Essa é fácil, gosto daquela outra, do lugar que é cheio de livros.
– Bliblioteca?
– É, essa é bem legal…

Daqui a pouquinho ela vai perceber que este “ele” está sobrando, e eu vou perceber que ela cresceu mais um pouco.

No entanto, há um amor muito grande com o “propepor celular”, essa palavra composta, que agora que ela tem 4 anos é “protetor celular”.

Não sei ao certo qual é a magia, se é o cheiro, se é a ideia de proteção, mas é uma criança que ama protetor solar.

Outra vez chegando na escola, sol quente, passei na guria de papel o protetor fator 50, ela estava muito empolgada, também deve relacionar com maquiagem, visto que é bem vaidosa, como seu pai, que desde os seis anos de idade sempre gostou de um espelho.

Ela olha para Cristiane, mas conhecida como Tiane, uma negra linda, o que pra mim é pleonasmo, sorriso daqueles que a gente para pra ficar admirando, e começa um diálogo.

– Oi!
– Oi, Alice…
– Sabia que eu coloquei protetor celular?
– Ah é? Que legal.
– Você também deveria colocar protetor celular, pois sua pele está um pouco queimada!

Minha cara é de não saber se dou risada, se fico constrangido, embora grande parte de mim diz em alto e bom som pra eu não me constranger de maneira nenhuma.

Alice e as crianças não carregam essa maldade.

Porém, o largo sorriso de Tiane e sua gargalhada mostram que eu posso ficar bem tranquilo e rir também.

Tiane ri e completa com um…

– Você tem razão Alice, preciso tomar mais cuidado….

Ela entra na escola. Eu e Tiane continuamos rindo. Alice vai caminhando e eu fico olhando e vejo ela crescendo, essa menina pertence a uma geração que felizmente não terá quase nenhum preconceito, é pelo que torço. Todo mundo igual com suas diferenças.

A segunda música que Alice ouviu na vida, isto é, fora da barriga, num incrível baile chamado parto, foi Eu Vou Torcer, do Jorge Bem. E é isso, eu vou torcer.

Eu vou torcer pela paz
Pela alegria, pelo amor…

Pelas coisas bonitas
Eu vou torcer
Eu vou!

Pelas moças bonitas
Eu vou torcer, eu vou
Eu vou torcer pela paz
Pela alegria, pelo amor

Pelas moças bonitas
Eu vou torcer, eu vou
Pelas dondocas bonitas
Eu vou torcer, eu vou.

Aqui fico eu, na plateia torcendo e olhando tu crescer e falar palavras bonitas, difíceis e virando uma grande pessoa. E dando bem mais sentido para a palavra humano.

<<Anterior     Próximo>>


COMPARTILHE!




LEIA TAMBÉM: